Cultivando o hábito…

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Cultivando os hábitosMuita gente sempre costuma dizer que tem pouco dinheiro para um mês inteiro. Sem o hábito de poupar ou até mesmo gerir bem o seu dinheiro, o mês parece pequeno. O ideal seria que o mês ao invés de 30 dias, tivesse 15 dias, não é mesmo? Logo após 15 dias receberíamos o novo salário e zeraria tudo denovo. Seria maravilhoso!!

Agora eu te pergunto: será que se o mês tivesse 15 dias efetivamente, o salário não iria acabar no décimo dia e sobrariam 5 dias sem dinheiro?? Isso é bem interessante de refletir a respeito…

Já deu pra perceber que a possibilidade do mês com 15 dias é algo impossível (atualmente) de ocorrer né? Veja aqui a continuação desta série de posts!

Então, vou sugerir a vocês um hábito que meu pai ensinou desde quando eu era garoto e que até hoje tem tido um bom efeito e trazido boas conseqüências.

Sempre que você ganhar algum dinheiro, seja uma mesada, salário, aluguel, ou alguma outra fonte, proveniente de um serviço, tentem experimentar o seguinte hábito: separem, imediatamente na hora de receber o dinheiro, 20% desse total e guardem separado do bolso. Ou seja, deixe eles guardados em algum lugar, no banco também, na conta corrente, poupança, seja aonde for, mas num lugar onde você não tenha incentivo a mexer nele. Claro que esse número pode ser reduzido para quantos % você achar melhor, ou até mesmo aumentado, o que seria mais interessante.

Guardando 20% ao longo dos meses, ao final de 1 ano você vai perceber que guardou o equivalente a 2,4 vezes a sua renda!! Isso mesmo!!! O que você vai fazer com ele? Aplicar, viajar, guardar para despesas duvidosas no futuro? Bom, o uso desse dinheiro guardado a gente discute mais pra frente, mas o que eu quero dizer nesse post é o hábito e que cultivando-o, acaba tendo uma forma de guardar dinheiro sem se sacrificar.

Ou seja, se ao recebermos a nossa renda e nos habituarmos a gastar menos do que 100% dela, ao longo do tempo, teremos sempre algum restinho de dinheiro disponível para utilizá-lo em qualquer coisa. Em compensação, se nos acostumarmos a gastar 101% ou mais da nossa renda, estaremos sempre endividados e precisaremos pagar juros por esse gasto além das nossas disponibilidades.

Gastos são hábitos. E os gastos sobem porque os preços sobem. Isso não dá pra mudar. A única coisa que podemos mudar são nossos hábitos. Então comece atacando por esse lado. Veja o resultado depois.

Pessoas ricas enriquecem com hábitos enriquecedores.

Forte abraço!

😉