Noticiário: devo acompanhá-lo?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

Quando falo que ler o noticiário sobre o mercado financeiro e sobre a economia em geral são de extrema importância, algumas pessoas, até amigos pessoais, comentam comigo algo assim: “esse negócio de investimento é muito chato, dá muito trabalho! Vou ficar maluco lendo jornais e vendo canais de televisão especializados para ficar por dentro do que fazer e não perder meu dinheiro, que eu ganho com muito sacrifício! Mercado Financeiro é um grande cassino! Não gosto de jogar. Sou feliz com o pouco que tenho!”

Eu compreendo bem a inquietação do meu amigo e de muitas pessoas que pensam da mesma maneira. Afinal, muitos viveram períodos com taxas de inflação estratosféricas, num cenário econômico totalmente incerto, ou, os mais novos, momentos de dificuldade em arranjar emprego e um custo de vida em constante elevação.

Porém, isso tudo pode ser contornado com um pouco mais de informação do que o usual. Ler e se informar com o noticiário local a respeito do mundo das finanças e da economia, por menor que seja o seu interesse, é sempre importante.

Voltemos ao nosso título: preciso acompanhar o noticiário?
Sim.

E com uma freqüência boa até. Entretanto, não é preciso ler o caderno de Economia do seu jornal diário, nem assistir a Bloomberg todo dia, antes da abertura do pregão. É mais interessante a qualidade da leitura do seu jornal e a captação de informações preciosas para você do que procurar saber por que o executivo da empresa X foi demitido, ou se a empresa Y contratou uma frota nova para entrega dos seus produtos.

Alguns números interessantes para você sempre ficar antenado em ouvir/ler, sempre que possível: a taxa SELIC atual (indica, a grosso modo, o rendimento que você terá, aplicando o seu dinheiro HOJE nos títulos do Governo), as taxas de inflação (IGP-M e IPCA, são os mais importantes pro consumidor simples) já que medem a taxa de reajuste de aluguel e a taxa de aumento do custo de vida médio, respectivamente.

Uma explicação rápida do por que saber de cada uma desses dois números:

SELIC: sabendo ela você pode ter uma noção aproximada do quanto você ganharia aplicando o seu dinheiro naquele dia, num prazo de 1 ano. Para saber o quanto você ganharia aplicando hoje e sacando AMANHÃ o dinheiro, a conta é mais complicada. Vai ficar como nota de rodapé (1).

IGP-M: é o índice que mete o reajuste dos contratos de aluguel, parte do nosso orçamento que mais come nossa riqueza! Tendo noção dele, dá pra se ter uma noção do reajuste do nosso aluguel ou, caso você esteja alugando a casa para alguém, o quanto reajustar!

IPCA: é o índice que mede, a grosso modo, o nosso custo de vida. Um aumento no IPCA indica uma vida mais cara. Um decréscimo (deflação) indica um “barateamento” do nosso custo de vida.

Em suma, estar sempre antenado com esses números e notícias, por mais superficial que seja o seu conhecimento a respeito, é sempre importante. Hoje em dia o noticiário é vasto e repleto de novas notícias. Desde o rádio até a internet, com as redes sociais, como sites dos próprios jornais e telejornais. Fique atento a isso! Um pouquinho do seu tempo investido nesse quesito pode te poupar muita dor de cabeça no futuro! Dessa forma, a sua precificação pelos bens e serviços na economia fica mais precisa, e melhor ainda: você consegue alocar melhor os recursos disponíveis que você tem nos lugares que você considera estar pagando o preço pelo que ele vale!

Forte abraço!

😉

————————————————————————————————————————————————————-
NOTA:
1) Para calcular o ganho diário de uma aplicação financeira com a taxa ao ano, faz-se a seguinte conta:

Encontrar a taxa de juros diária: {[(1 + i)^(1/252)] – 1} x 100 ====> vai te “dar” i ao dia (taxa de juros ao dia)

Valor final da aplicação no dia seguinte: (Dinheiro aplicado ) x (1 + i) = dinheiro após UM dia.
Para calcular o valor final dois dias após a aplicação: (dinherio aplicado) x (1+i)^2
E assim sucessivamente.

Fórmula final: (valor inicial) x (1+i)^n
Onde i é a taxa de juros (ao dia, mês, ano)
E n é a quantidade de períodos da aplicação.

o símbolo ^indica exponenciação
i = taxa de juros ao dia