Empreendedorismo: quais são os aspectos que devemos observar?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

empreendedorismoComo vi que algumas pessoas gostaram e responderam a idéia inicial sobre empreendedorismo, vou falar aqui mais um pouquinho: o que um empreendedor enxerga que outra pessoa não enxerga com tanta facilidade? Existe um detalhe bem importante nisso tudo: o empreendedor enxerga um sistema, um corpo, interagindo entre si de forma estruturada e coerente.

Vou explicar melhor.

Lembram quando falei no post anterior sobre a situação da academia, e que esta seria uma boa porta de entrada no ramo dos negócios naquele momento, já que eu poderia preencher uma certa lacuna?

Então, além de enxergar essa oportunidade que pode ser facilmente encontrada através de questionamentos interessantes, é preciso observar o sistema funcionando na sua imaginação para ver se é possível e viável.

Empreendedorismo é, também, a capacidade de enxergar um sistema funcionando, independentemente da presença do dono.

Vou ilustrar com um outro exemplo: estacionamento. No Rio de Janeiro e em outras grandes cidades há o problema de falta de vagas. Estacionamentos particulares ou flanelinhas ou até mesmo deixar o seu carro parado na rua sujeito a reboque, roubo ou multa. Porém, em alguns bairros nem estacionamento particular (ou de shopping) existe, ou se existe, é numa quantidade mínima de vagas. O que se pode fazer? E se montar um estacionamento? Como verificar sua viabilidade?

A partir daí você pode começar uma pequena pesquisa na própria internet e ver o tamanho ideal de estacionamento, procurar se informar sobre tarifas, seguros, estrutura, tamanho… E também procurar se informar sobre o tipo de pessoal que tem que trabalhar, a qualificação, o grau de confiabilidade que será exigido desse profissional… Dimensionado isso tudo, agora vem a segunda parte: procurar um terreno que preencha os seus requisitos. Dentro das suas contas, ainda que bem grosseiras inicialmente, dá para se fazer um bom apanhado e filtrar muito bem suas idéias. Há bairros que é inviável montar um empreendimento desse gênero, com o capital próprio. Então, não há solução!?!?!?!

Depende. Há e não há.
Mas para isso escreverei outro post explicando melhor.

Por ora, gostaria de deixar aqui para vocês que empreendedorismo, é preciso enxergar o sistema funcionando como um todo. Um restaurante funciona sem o dono? Sim. Funciona bem sem o dono presente? Depende. Um bom gerente pode ajudar? Imensamente!

Dica: um sistema bem montado pode ser percebido quando o dono não está presente e ele funciona da maneira como se ele estivesse ali. Estranho não? Até porque “os olhos do dono engordam o gado”, não é mesmo? Mas nesse caso, se o dono não está presente, e conseguiu ganhar, lucrar com a empreitada, então ele executou um ótimo trabalho!!!

Ou seja, ele concebeu um projeto, montou, investiu (tempo e dinheiro) e conseguiu deixar o empreendimento ali funcionando e gerando renda para ele!!!

Ficou longo o post, mas vou conversando com vocês sobre isso ao longo dos dias!!

Veja aqui o que o SEBRAE fala a respeito do empreendedorismo!

Forte abraço,
😉