Dieta Financeira e Dieta Alimentar: o que essas duas dietas têm em comum?

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

dieta financeiraO que a dieta financeira tem a ver com a dieta alimentar? A princípio nada. Mas vou contar um caso que achei interessante de uma mulher que deseja emagrecer. Não sou nutricionista para indicar a melhor dieta ou a receita ideal. Muito menos ela, que é funcionária de escritório, no ramo administrativo.

A idéia que ela teve foi muito simples: ao invés de almoçar e lanchar na rua, com o seu cartão de refeição disponibilizado pela empresa, ela passou a levar a comida de casa. Não houve passe de mágica. Ela emagreceu, de fato, sem pressa, perdendo os kilinhos indesejáveis a mais, para atingir a sua meta de peso. E ela conseguiu!

Parece bobeira, mas ambas, a dieta financeira e a dieta alimentar tem uma forte relação uma com a outra, e deram dois ótimos resultados – pelo menos até agora, mas quem sabe, virão mais no futuro?

Basicamente, a idéia da garota foi parar de comer fora de casa na hora do almoço e nos eventuais lanches à tarde enquanto estava no trabalho. Ou seja, abriu mão das comidas de origem duvidosa dos restaurantes, frituras, gorduras, guloseimas e passou a levar a comida de casa, feita por ela mesma no dia anterior ou no próprio dia.

Mais ainda, o hábito alimentar dela mudou radicalmente, já que para levar alimento no potinho, passou a utilizar mais frutas, comida cozida com muito menos óleo (ou até mesmo sem), etc etc… E para que isso se tornasse possível, passou a freqüentar mais o supermercado e a escolher melhor seu alimento. O seu olhar para escolher as frutas, os dentes de alho, cebolas, abóbora (…) foi se refinando a ponto de deixar cada vez mais o seu prato e sua comida mais gostosos e mais saudáveis.

Os resultados dessa nova dinâmica da dieta alimentar foi uma dieta financeira. Pelo simples fato dela mesma ter deixado de pagar pela comida em algum restaurante, passou a preparar a própria comida. O seu gasto com alimentação reduziu-se drasticamente! Conseqüentemente, passou a sobrar mais dinheiro para outras áreas e interesses. Além de, não podemos esquecer, a redução do seu peso, que era a sua meta inicial!

Dê uma olhada aqui neste site sobre uma análise de uma dieta alimentar pobre em carboidrato!

Em suma, um simples fato como uma dieta alimentar bem definida e programada, e, como vimos, simples, pode acabar gerando a dieta financeira que falamos acima!

Forte abraço!

😉