Pedir desconto nas compras a vista não é coisa de pobre, mas sim de quem sabe quanto custa ganhar dinheiro

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

pedir descontoMuita gente acha feio pedir desconto quando estão fazendo compras. Algumas acham que é constrangedor, outras acham que isso as fará “menos ricas”, e tem gente que ainda diz que isso é coisa de pobre, de pão duro.

Independentemente do que todos acham, o fato é: pedir descontos, principalmente quando compramos alguma coisa à vista, é uma ótima estratégia para cortar gastos excessivos. Além de ajudar a ter mais controle sobre os seus gastos, amplia a quantidade de coisas que você pode comprar no mesmo dia ou no mesmo mês, já que acaba sobrando mais uma graninha ao final das suas compras, para fazer alguma outra coisa ou comprar algum outro bem ou serviço.

Parece bobeira. Mas muita gente acha que pedir desconto é coisa de pão duro ou pobre. Felizmente não é. Tive o prazer de conversar com uma amiga, que foi vendedora de loja de grife em duas regiões de uma cidade grande: a zona rica da cidade, e a zona emergente, dos novos ricos.

E ela me disse o seguinte: “na zona rica da cidade, as pessoas barganham mais, pedem desconto, de qualquer maneira. Tentam encontrar uma maneira de levar a mercadoria mais barato. Já na zona emergente (nova rica), as pessoas acham que pedir desconto é brega, cafona, e que ‘rico’ não pede desconto porque tem muito pra gastar.”

Bom, dá pra ver que a constatação dessa vendedora traz um ponto contraditório: os ricos são os que mais pedem descontos, por muitos motivos, mas, basicamente, porque sabem que custa tempo e trabalho ganhar dinheiro. Já os neo-ricos ou emergentes, acham que isso é coisa de pobre e que quando se tem dinheiro, é pra gastar. Pedir desconto jamais!

Cada um com seu cada um, cada qual com seu cada qual. Não estou aqui atacando ou defendendo um lado ou uma região da cidade. Mas sim uma estratégia. E essa estratégia é muito simples: pedir desconto. Nada mais do que isso.

Agora vamos as maneiras que você pode conseguir algum desconto na hora das compras:

  • Compras a vista em dinheiro vivo: é a melhor maneira de pedir desconto, pois você pode argumentar com o vendedor que nessa transação não terá cobrança das instituições financeiras no processamento da compra através de cartão de crédito e/ou débito, além do pagamento ser 100% seguro, ou seja, não há a possibilidade de calote da sua parte.
  • Compras a vista com cheque: o uso do cheque está caindo em desuso devido a quantidade de cheques sem fundo que o comércio recebe periodicamente, gerando um prejuízo muito grande. Nessa forma de pagamento, algumas lojas concedem desconto, de fato, quando já conhecem o cliente de longa data e sabem que este mesmo cliente não apresenta riscos de calote.
  • Compras a vista com cartão de débito: essa maneira inclui algumas taxas de transação e conversão do dinheiro para o lojista, que pode ter um custo de 2% a até 7%, em média, em cada transação, dependendo de como for o contrato com a instituição financeira que processa suas compras. Logo, apesar de ser uma compra a vista, há o custo de transação para o lojista, que repassa esse custo para o cliente final. Essa modalidade é extremamente segura para o lojista, gerando baixo risco na hora da venda.

Cartão de crédito, principalmente em compras parceladas, é muito, mas muito difícil pedir desconto e conseguí-lo. Apesar de ser uma forma de pagamento extremamente segura para o lojista, ela é extremamente onerosa. Pois quando você compra algum artigo em 3 vezes, o lojista pode optar por esperar 30, 60 e 90 dias para receber o seu dinheiro (abatendo os custos de transação), ou então pode optar por receber as 3 parcelas a um valor descontado (valor presente), ou seja, a um valor bem menor do que o que foi transacionado com você na hora da compra. Logo, cartão de crédito não é a melhor ferramente para pedir desconto em lojas e compras em geral.

Clique aqui para ler uma matéria sobre o comércio solicitando mudanças nas transações com cartões.

Para dar números, você pode conseguir quando for negociar em alguma loja, descontos de até 10% a 12% em alguma transação. Essa quantia pode parecer pequena, mas representa muita coisa. Se você estiver fazendo uma compra de R$ 100 e pedir desconto de 10%, o seu desconto será de apenas R$ 10,00, mal dando para pagar a gasolina do seu carro. Mas e se a sua compra for de R$ 1000 ou mais? R$ 100 em descontos é uma bela quantia!!

Espero que a estratégia pedir desconto agora faça parte da sua vida!

Forte abraço!

😉

  • Muito interessante o texto Leandro!

  • lucas

    So’ pago agora no dinheiro vivo.Assim o comerciante da’desconto de aproximadamente 5%, que e’ o que ele pagaria para a operadora do cartão de credito caso eu comprasse no cartão.Tenho uma amiga que tem uma loja de material de construção e ela me falou que todos os seus produtos ja’ tem esse 5% embutido no preço sem ninguem saber.Se a pessoa for comprar no dinheiro e pedir o desconto ela da’,e se não pedir dançou nenem! Ja’ cometi muito esse erro,mas não cometo mais.Não vou mais sair por ai fazendo os outros ficarem ricos no molinho não.Os brasileiros,especialmente o pobre,o emergente e o novo-rico são bobos e tem vergonha de discutir preço.Acham que vão ser vistos como pobres.Mas va’ dever 10 reais numa loja pra vc ver o que te aconteçe.rs…Junte varios $10 reais durante um ano pra ver o quanto vc deu de bandeja pros outros.Dependendo do seu volume de compras pode chegar a $1000 ou $2000 facil. Isso vale para lojas fisicas e ate’ mesmo para internet caso va’ pagar por boleto,deposito ou transferencia bancaria.