Estoque de comida e suprimentos em sua casa: gerí-lo é essencial

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

estoquePodemos entender que nossa casa possui um estoque. Desde o estoque de comida na geladeira (para uso imediato) até refrigerantes e outros suprimentos guardados em nossas despensas ou em qualquer outro lugar onde haja a estocagem dos suprimentos. Por isso mesmo, independentemente de quantas pessoas morem com você, ou até mesmo se mora sozinho, é extremamente importante que você tenha um método para gerir o seu estoque de suprimentos.

Se fazemos essa gestão com o nosso próprio dinheiro, por que não fazer com aquilo que compramos e guardamos para o futuro? Apesar de parecer maluquice à primeira vista, o intuito de se implantar um método para a gerência do estoque caseiro tem uma finalidade muito simples: reduzir as perdas dos seus suprimentos ocasionadas por um mal dimensionamento da quantidade adequada para aquele mês, ou até mesmo ser pego de surpresa com alguma visita inesperada em sua casa.

Um pouco na História do mundo para entender o que o estoque tem de importante.

As civilizações só começaram a florescer, de fato, a partir do momento que as tribos nômades de caçadores-coletores conseguiram se estabelecer em algum lugar, através de algum tipo de cultivo. Assim, quando começaram a gerar excedentes de alimentos (principalmente excedentes agrícolas), fez-se necessário um local e habilidades para estocar este alimento excedente. Fosse para o uso no dia seguinte, fosse para o uso no inverno mais rigoroso. A primeira civilização que consegue acumular excedentes de comida, é a civilização Suméria, localizada na região onde hoje ficam Irã e Iraque, e teve seu início, segundo estudos, em 6500 anos antes de Cristo.

Voltando aos dias atuais

Como você pode fazer para gerir o estoque de alimentos e suprimentos, em geral, na sua casa? A idéia é extremamente simples e requer um pouquinho de paciência no início e uma boa observação. Mas os ganhos futuros disso são imensos. Vamos lá.

Primeiro, vá ao seu estoque (despensa, quartinho, geladeira, aonde quer que seja que você guarda seus suprimentos) e conte quantos ítens você tem de cada um deles. Ou, se você já tiver isso tudo de cabeça, elabore uma tabela com o número que você considera ideal de cada ítem.

Exemplo: 4 litros de refrigerante, 1 kg de arroz, 1kg de feijão e 5 kg de café. Esse é o seu estoque ideal.

Antes de fazer as compras, retorne ao seu ‘armazém’ e conte quantas unidades você tem de cada ítem. Veja quantos faltam para completar o seu estoque ideal. Pronto! Está feita a sua gerência de estoque!

Parece óbvio, não?

Tem uma outra metodologia que acho muito eficiente: monte uma mini tabela no Excel. Na realidade, uma lista com os ítens de um lado, e do outro lado da página, uma série de quadradinhos vazios para serem marcados com um x, quando você pegar algum ítem da despensa. Funciona assim:

A tabela possui os ítens Leite Integral, Café, Arroz e Feijão. Vou a despensa, pego 1 saco de arroz (geralmente 1kg) e faço minha comida. Assim que eu retirar o saco de arroz da despensa, basta que eu marque um x na linha do arroz. Ao final do mês, verei quantos x´s existem em cada ítem, e basta que eu chegue no mercado e compre exatamente a quantidade de x´s existentes na tabela.

Pronto! Acho essa forma mais eficiente e objetiva!

Uma forma alternativa de elaborar a sua lista:

Cada um tem a sua forma e o seu modelo. Conheço pessoas que organizaram a lista do estoque em sua dispensa em função da organização da prateleira do supermercado. Parece loucura, mas faz sentido. Pois a compra, para esta casa, é para 8 pessoas. E perder tempo nas gôndolas do supermercado, é um tempo gasto de forma ineficiente. Portanto, esta maneira é ainda mais refinada e “industrial” do que a anterior.

Reduzir o tempo gasto em supermercado e otimizar a maneira como você realiza suas compras, é fundamental.

Novamente, cada um adota a que julgar melhor para gerir o seu estoque!

Conclusão

É importante que você evite “comprar com os olhos” e passe a comprar os ítens no supermercado em função da lista que você elaborou anteriormente. Dessa forma, você atinge um estoque ideal (nem mais, nem menos do que você precisa, apenas o suficiente), e evita o desperdício de comida e, consequentemente, de dinheiro. O método alternativo explicado acima também ajuda você a reduzir o seu tempo gasto no supermercado e também o dinheiro que você poderia ter gasto no estacionamento ou simplesmente, procurando algum artigo que não esteja contemplado na sua lista. Fique atento. A boa gestão dos seus estoques trará ganhos significativos na sua vida financeira.